terça-feira, junho 13

lullaby #101

domingo, maio 21

lullaby #100

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar pra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente…
Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…

Fernando Pessoa


terça-feira, abril 25

determinação:

Insisto não ser tristeza
soluçar sobre uma mesa
e mais não ser deste mundo
meter navios no fundo
num caminho de gravetos
sempre se plantam gravetos
e se a velhice for tua
senta-a no meio da rua.

Zeca Afonso

sexta-feira, março 31

lullaby #99


esses longos 20 anos.

quinta-feira, março 23

lullaby #98

domingo, março 19

lullaby #97

quinta-feira, março 16

warning: road work ahead



quarta-feira, março 15

lullaby #96

terça-feira, março 14

lullaby #95

quinta-feira, janeiro 26

lullaby #94